Buscar
  • Extra Energia

Energia solar fotovoltaica: O GUIA DEFINITIVO

Atualizado: Ago 25



Esse novo material da Extra Energia é o Guia Definitivo sobre Energia Solar Fotovoltaica. Por isso, aqui você vai saber:

  • Como funciona o Sistema Solar Fotovoltaico;

  • Como funcionam os painéis solares;

  • Como se gera energia;

  • Quais os equipamentos necessários para gerar energia solar;

  • Como a energia solar gerada pode ser utilizada e compensada.

Faça uma boa leitura desse Guia e o aproveite! Para demais esclarecimentos, entre em contato conosco clicando aqui. Nesse número, você também pode fazer um orçamento seguro e personalizado com a nossa equipe especializada.



Como funciona


Quando falamos de equipamentos do Sistema Solar Fotovoltaico, a peça-chave do funcionamento são os painéis ou módulos solares, responsáveis por captar a luz solar e gerar, pelo efeito fotovoltaico, correntes elétricas contínuas que serão convertidas para correntes alternadas pelo inversor solar. Dessa maneira, a eletricidade está pronta para ser utilizada na residência, no comércio, na indústria ou no agronegócio, também gerando créditos de kW/h ou sendo armazenada.


Existem três formas de funcionamento, variando conforme a instalação e o modo de operação. O sistema on-grid atua inserindo a energia diretamente na rede elétrica, o off-grid funciona com baterias que armazenam essa eletricidade e o sistema híbrido opera simultaneamente entre os dois modos citados anteriormente, infelizmente este último ainda não é uma realidade no Brasil.


Dentre essas opções, que devem ser consultadas com o fornecedor, a potência gerada é enviada para o inversor – o equipamento responsável pela conversão da energia para os padrões da rede concessionária. Em seguida, a energia é inserida na rede elétrica do local para ser usufruída.



O que são os módulos ou painéis


Você já pôde compreender como funcionam os painéis solares instalados no sistema de sua casa ou comércio. Além do exposto, vale ressaltar o material das células que compõem essas estruturas, que é o silício. Ele é um semicondutor que absorve irradiação solar, gerando assim a energia elétrica.


A maioria dos painéis ou módulos são montados com dois diferentes tipos de silício (o policristalino ou o monocristalino), criando cargas negativas e positivas. A proteção é feita de vidro temperado, que é resistente à chuva e até ao granizo.



Como se gera


Agora que você sabe como funciona o sistema fotovoltaico, precisamos entender melhor como essa energia solar é gerada, causando lucratividade na conta de energia. Primeiramente, saiba que o Brasil apresenta condições ideais para isso, porque possui áreas com forte radiação do sol.


Sendo assim, quando essa luz solar incide sobre os painéis instalados em um telhado ou pátio, os elétrons do semicondutor se movimentam, gerando a eletricidade.



Qual a estrutura necessária para gerar energia solar


Não é preciso fazer grandes adaptações no imóvel para instalar um sistema de Energia Solar Fotovoltaica. Todavia, existem fatores que devem ser observados, porque influenciam na produtividade do sistema. Por exemplo, o telhado precisa ter uma boa área para acomodar os painéis, sendo voltada preferencialmente para o norte, posição que capta maior irradiação.


Além disso, você deve ter cuidado com árvores e edificações próximas que possam provocar sombreamento, o que diminui a intensidade com que a luz solar chega até a estrutura. De qualquer forma, sempre converse com a empresa responsável e prefira aquelas que façam a avaliação completa da estrutura do telhado. Só assim é possível usufruir do espaço da melhor forma possível.



Como a energia solar gerada por serutilizada e compensada


Por fim, mas não menos importante, vamos entender melhor como a energia pode ser utilizada e como funciona a compensação. A energia gerada é consumida pelos equipamentos e/ou eletrodomésticos conforme sua potência, quando não utilizada imediatamente, é transferida para a rede concessionária, passando pelo medidor bidirecional de energia, transformando-se em créditos de kW/h.


Nesse cenário, o usuário pode usufruir desses créditos em horários que o sistema não está gerando energia, como à noite, ou em períodos de baixa geração, como durante o inverno. Esses créditos podem ser aproveitados também quando o consumo é maior do que a geração.


Os créditos são válidos por cinco anos e podem ser utilizados a qualquer momento dentro desse período de forma automática. Todos os meses em que o consumo de energia for maior que a geração, créditos de kW/h serão resgatados e abatidos dos consumidos na fatura de energia (conta de luz).


Assim, os custos-benefícios da Energia Solar Fotovoltaica são bem expressivos. Em um material recente, trouxemos que o sistema gera uma economia de 95% na conta de luz, retornando o investimento (ROI) mais do que se o investidor comprasse um carro 0km. Para saber mais, clique aqui.

Aqui você tem o Guia Definitivo sobre a Energia Solar Fotovoltaica! Vale lembrar que nosso site possui outros materiais explicativos para quem quer saber ainda mais. Já para dar o primeiro passo em direção a uma energia renovável e sustentável, você pode conversar conosco e fazer o seu orçamento clicando aqui.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo